ANF oferece formação gratuita para jovens da periferia de Salvador – ABI – Associação Bahiana de Imprensa
Notícias, Sem categoria

ANF oferece formação gratuita para jovens da periferia de Salvador

As inscrições para o processo seletivo serão encerradas nesta quarta-feira (20)

A Agência de Notícias das Favelas (ANF) realiza até hoje (20) as inscrições (aqui) para o processo seletivo do curso de extensão gratuito Rede de Agentes Comunitários de Comunicação – RACC. A iniciativa oferece 25 vagas para jovens maiores de 18 anos, oriundos de bairros populares de Salvador, e visa fornecer formação teórica e prática em comunicação comunitária. O conteúdo prevê produção de reportagens, gestão de redes sociais, fotografia, vídeo e palestras.

Fazenda Grande do Retiro, Salvador – Foto: Evandro Veiga/Correio

Para atingir o objetivo de expansão da presença da ANF em Salvador, as 25 vagas disponíveis deverão ser preenchidas por um jovem de cada favela diferente, os quais atuarão como agentes multiplicadores em suas localidades. “O objetivo é fornecer ferramentas para que os participantes desenvolvam e melhorem a atuação como agentes comunicadores em seus territórios”, destaca André Fernandes, fundador da ANF. O projeto conta com a parceria da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia – Coelba e da Faculdade de Tecnologia e Ciências, onde o curso será ministrado.

As aulas ocorrerão aos sábados (9 de março a 8 de junho) no campus Paralela da FTC e os participantes terão direito a auxílio-transporte, material didático e lanche. Ao final da capacitação, o aluno que se destacar será premiado com bolsa integral no curso de jornalismo oferecido pela instituição de ensino superior. Para conhecer as regras e se candidatar a uma das vagas, os interessados devem acessar o formulário de inscrição disponível na internet.

Agência de Notícias das Favelas

A Agência de Notícias das Favelas (ANF) foi fundada pelo jornalista André Fernandes com o objetivo de atender a demanda da imprensa e da sociedade por informações sobre o que acontecia no contexto das comunidades do Rio de Janeiro. Em janeiro de 2001, foi reconhecida pela Reuters como a primeira agência de notícias de favelas do mundo. Em 2005, a ANF foi instituída como uma ONG para levar adiante a luta pela democratização da informação da favela para o mundo, tendo como protagonistas seus próprios moradores.

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *