Sem categoria

Concerto Madrigal da UFBA abrilhanta a 4ª edição da Série Lunar

Canções de Edward Elgar e Gabriel Fauré foram apresentadas ao público

O Madrigal da UFBA, grupo vocal profissional criado há 65 anos, se apresentou na noite de hoje (11), no auditório Samuel Celestino, na sede da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), localizada na Praça da Sé, Centro Histórico de Salvador. Esta é a quarta edição da Série Lunar, projeto criado pela ABI em parceria com a Escola de Música da UFBA (EMUS), que segue até dezembro, sempre em noites de lua cheia.

“É um prazer receber o Madrigal aqui na ABI. Essa é a casa do jornalismo e lutamos para manter esse prédio em funcionamento com atividades como essa. A apresentação do Madrigal é uma contribuição importantíssima para manter a cultura viva neste pedaço do Centro Histórico”, disse o vice-presidente Ernesto Marques na saudação inicial.

Com 20 cantores, entre servidores da Universidade e alunos bolsistas do curso de graduação da UFBA, o Madrigal apresentou o recém-lançado Concerto Songs Chansons, sob regência do maestro Rafael Garbuio. “Agradecemos e parabenizamos a ABI pela realização dessa Série. Vamos apresentar um repertório de músicas românticas do século XIX, canções de coro misto (homens e mulheres) acompanhados de piano. Através da beleza da música, vamos mostrar o nosso trabalho”, afirmou o maestro. Ainda de acordo com Garbuio, o Madrigal é um dos grupos mais antigos no país com atividade ininterrupta. “Trazer nossa apresentação para a sede da Associação Bahiana de Imprensa é a chance de levar nosso trabalho para fora do espaço da universidade”, completou.

A bibliotecária Ana Lúcia Albano já tinha assistido outras apresentações do Madrigal, mas foi a primeira vez que prestigiou a Série Lunar, e aprovou o que viu. “Estou maravilhada, com uma inveja boa de tentar fazer também na minha instituição, gostei muito por ser uma coisa diferente, fora do usual, que a gente não espera ver dentro de uma associação de imprensa. Amei, adoro esse coral, eles cantam muito bem”.

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo