Eunápolis: Réus são inocentados por morte de radialista

Por / 0 Comentários / 17 maio, 2018

As quatro pessoas suspeitas de serem as mentoras do assassinato do radialista Ronaldo Santana de Araújo, em 9 de outubro de 1997, no município de Eunápolis, foram inocentadas pelo juri popular, encerrado na tarde da última quarta-feira (16), no Fórum Albiani.

A defesa dos reús alegou que o ex-policial, autor do crime, mentiu nos depoimentos e que não há provas que sustentassem a acusação dele.

Os réus absolvidos são o ex-prefeito de Eunápolis, Paulo Dapé; o atual vereador Valdemir Batista Oliveira; o bancário Antônio Oliveira Santos; e a ialorixá Maria Sindoiá.

Na época do crime, o ex-policial militar Paulo Sérgio Lima, que já cumpriu 19 anos de prisão pelo assassinato, apontou os quatro réus como mentores. Paulo Dapé era prefeito de Eunápolis e os outros três eram funcionários comissionados da prefeitura.

Todos os réus foram acusados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de envolvimento na morte do profissional de comunicação, que fazia críticas á gestão municipal.

O radialista foi morto a tiros quando passava perto da Feira do Bueiro, indo para o trabalho. Ele estava com o filho, que era menor de idade, quando dois homens em uma moto se aproximaram e atiraram.

 


comentários

Seu comentário

E-mail (não será publicado)