ABI BAHIANA

IGHB e ABI celebram o 170º aniversário de nascimento de Ruy Barbosa

Nesta quinta (7/11), às 17 horas, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI) comemoram o 170º aniversário de nascimento do jurista, político, jornalista, advogado e diplomata Ruy Barbosa. A sessão especial também conta com os apoios da Ordem dos Advogados do Brasil (Seção Bahia) e do Tribunal de Justiça da Bahia. O evento acontece na sede do IGHB, na Piedade (Centro). A programação prevê o pronunciamento de um representante de cada entidade.

O presidente da ABI, Walter Pinheiro, dissertará  sobre “Ruy Barbosa e a Liberdade de Imprensa”, quando descreverá um histórico do jornalista Ruy Barbosa, primeiro na Bahia e depois em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ruy também atuou como jornalista em Portugal e em Londres, durante seu exílio europeu, escrevendo artigos para jornais  portugueses e para o londrino “The Times”.

A OAB será representada pelo advogado Cláudio Sampaio. Já pelo Tribunal de Justiça da Bahia, falará o desembargador Lidivaldo Brito, presidente da Comissão Comemorativa dos festejos do 170º Aniversário de Nascimento de Ruy Barbosa. Eles abordarão a intensa atuação de Ruy como advogado e jurista e a sua valiosa contribuição ao Direito, tendo sido, inclusive, o introdutor do “habeas corpus” na legislação brasileira.

O professor e escritor Saulo Dourado, autor de “O Borbulhar do Gênio”, representará o IGHB. “Tem-se a imagem permanente de Ruy Barbosa como um senhor de idade avançada e a sabedoria expressa em óculos de aros finos e redondos. É difícil imaginá-lo como um moço, cheio de energia e temores, na década de 60 do século XIX. E assim o foi, de Salvador para a Faculdade de Direito em Recife e em São Paulo”, destaca Dourado.

O professor lembra que Ruy Barbosa foi colega de outros ícones das letras, da política e da advocacia brasileira, como Joaquim Nabuco, Afonso Pena e Luiz Gama. O principal deles, pelo tempo de extensão de vínculo e de influências, foi Castro Alves. “O poeta é o arquétipo oposto de Ruy, contudo, foi seu contemporâneo de colégio, de curso, até de república estudantil. Essa relação merece ser mais detalhada, com as coincidências registradas em biografias e documentos da época”, defende o escritor.

O Maior dos Brasileiros

Considerado em seu tempo “O Maior dos Brasileiros” Ruy Barbosa nasceu em 5 de Novembro de 1849, na Rua dos Capitães (atual Ruy Barbosa) em Salvador. Desde cedo revelou imenso talento e após estudar em Recife e em São Paulo – onde foi colega do poeta Castro Alves,  com quem participou da campanha contra a escravidão. Formou-se em Direito e voltou à Bahia iniciando a vida profissional de advogado e se elegendo deputado estadual. Em seguida, no Rio de Janeiro, teve merecido destaque  durante o Império como jornalista e advogado. Com a Proclamação da República foi nomeado Ministro da Fazenda no governo de Deodoro da Fonseca.

No governo seguinte, de Floriano Peixoto, por defender presos políticos e criticar duramente pela imprensa a primeira ditadura no Brasil, foi obrigado a ir para o exílio. Na volta foi eleito Senador pela Bahia, mandato renovado várias vezes. Foi candidato a Presidente da República quatro vezes, enfrentando o poderio militar e as oligarquias regionais. Na Holanda participou representando o Brasil na Conferência de Paz, quando defendeu a igualdade das nações, ganhando notoriedade universal. Morreu em 1923, aos 74 anos, consagrado mundialmente como um dos maiores juristas do seu tempo.

O IGHB é uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult-BA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

SERVIÇO

Sessão Especial 170º aniversário de Ruy Barbosa
7 de novembro, às 17h
Sede do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia - IGHB
(Avenida Joana Angélica, 43 - Piedade)
Informações: www.ighb.org.br / 3329-4463 / 3329-6336 - Email: ighbahia@gmail.com

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo