ABI BAHIANA

Jornais brasileiros se unem em campanha contra o coronavírus

Ação reforça a união da imprensa na produção de informação de credibilidade em meio à pandemia

Ontem foi um dia histórico para a imprensa brasileira. As capas dos jornais de todo o país amanheceram com a mesma mensagem. Uma mensagem de união e de responsabilidade, em meio à pandemia do coronavirus. A campanha “Juntos vamos derrotar o vírus. Unidos pela informação e pela responsabilidade”, articulada pela Associação Nacional de Jornais (ANJ), reforça o papel da imprensa da produção de informação de credibilidade. Além da mensagem na capa das edições impressas, a campanha marcou presença nas edições digitais dessas publicações, que destacaram a hashtag #imprensacontraovírus. A ação foi veiculada pela Folha, Estadão, O Globo, Zero Hora e outros. A Bahia contou com a adesão do Correio, do A Tarde e da Tribuna da Bahia.

“Em situações dramáticas como a que vivemos, informação precisa e contextualizada ainda é um bem essencial”, diz Marcelo Rech, presidente da ANJ. A associação desenvolveu a ação na semana passada e pretende, ainda, fazer uso das redes sociais e outros meios para reforçar a importância da busca por informações de credibilidade, produzidas por veículos profissionais, a respeito da pandemia e das medidas de prevenção. Na semana passada, os principais veículos de mídia impressa da Argentina fizeram a mesma ação, estampando na capa uma mensagem sobre a importância da informação de qualidade no atual momento.

Leia também: COVID-19: Governo Federal define atividade da imprensa como essencial

Após a quinta-feira passada, 12, quando a Organização Mundial da Saúde classificou como pandemia a disseminação do novo coronavírus, jornais brasileiros começaram a tomar medidas para garantir maior acesso à informação de conteúdo importante a respeito da prevenção, medidas de restrição e do panorama da doença no mundo. Por isso, veículos como Estadão, Folha, O Globo, Correio, O Povo, GaúchaZH, O Correio do Povo, Jornal do Comércio, Gazeta do Povo, O Popular, NSC Total e A Gazeta liberaram o acesso às suas reportagens sobre o coronavírus a quem não é assinante. (Informações do site Meio & Mensagem)

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo