Notícias

Jornalista armênia é processada por se recusar a revelar fonte

A Organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) manifestou sua indignação com o processo contra a jornalista Kristine Khanumian, editora do site de notícias Ilur.am, após ela se recusar a cumprir uma ordem judicial para revelar a fonte de uma reportagem sobre um caso de abuso policial em junho de 2014. Segundo a entidade, esta é a primeira vez que um jornalista é processado por se recusar a revelar uma fonte na Armênia. A imprensa local informou que a ação é movida pelo Serviço de Investigação Especial. Ela pode pegar até dois anos de prisão.

Em junho do ano passado, um tribunal ordenou que a repórter e o jornal Hraparak revelassem as fontes para denúncias de que um policial havia agredido dois irmãos, um deles era um conhecido lutador.

“A acusação constitui um precedente perigoso para a liberdade de imprensa”, disse Johann Bihr, representante da entidade na Europa Oriental e Ásia Central. Diversos veículos de comunicação do país emitiram uma declaração conjunta contra a repressão.

*As informações são do Portal IMPRENSA

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *