Notícias

Jornalista indiano é queimado vivo por críticas a ministro no Facebook

O jornalista indiano Jagendra Singh foi morto na última segunda-feira (8/6) após ter sido, supostamente, queimado vivo na cidade de Shahjahnpur, na Índia, por causa de uma postagem no Facebook que denunciava o ministro Ram Murti Verma, do Partido Samajwadi.

Segundo a CNN, o jornalista teria sido morto a mando do ministro por tê-lo acusado de atividades ilegais em mineração e ocupação de terras. “De onde o ministro Ram Murti adquiriu propriedades? Ele está envolvido no desenvolvimento de colônias ilegais ao redor da cidade”, dizia a postagem.

Em entrevista, a esposa de Singh afirmou que ele foi morto por policiais. “O inspetor e outros policiais invadiram a sala, derramaram gasolina sobre ele [Singh] e o deixaram em chamas. Eles são capangas do ministro Ram Murti, que também está envolvido”, disse.

A polícia, no entanto, negou a denúncia e comentou que o jornalista cometeu suicídio. “Nós tentamos prendê-lo, mas ele se suicidou”.

Fonte: PORTAL IMPRENSA.

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *