Notícias

Jornalista russo crítico de Putin teve morte forjada

O jornalista russo Arkady Babchenko, que havia sido declarado morto na Ucrânia, na última terça-feira (29), deu entrevista coletiva na última quarta-feira (30) em Kiev, capital da Ucrânia, ao lado de autoridades para falar sobre o caso. E segundo o serviço de segurança ucraniano, tudo não passou de uma estratégia da investigação para evitar o assassinato de Babchenko.

Antes de o jornalista aparecer, Vasily Gritsak, chefe do Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU), disse que os investigadores haviam identificado um cidadão ucraniano que teria recebido US$ 40 mil (cerca de R$ 150 mil) do serviço secreto russo para organizar a execução de Babchenko. O homem não identificado, por sua vez, teria contratado um conhecido que lutou na guerra separatista ucraniana para realizar o crime. O suspeito foi preso.

Durante a entrevista coletiva, Babchenko agradeceu a todos que estavam tristes com sua “morte” e se desculpou com amigos e parentes. Aparentemente ele não havia informado nem mesmo aos familiares mais próximos sobre o plano. Com informações do Portal Imprensa.


Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *