Sem categoria

Jornalistas se mobilizam para eleições no Sinjorba e Fenaj

As eleições para as diretorias do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) e da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), em 17 e 18 de julho próximo, estão movimentando a categoria. De acordo com o Sinjorba, até o final de maio, mais de 20 associados procuraram a entidade para regularizar a situação, aproveitando a anistia aprovada em assembleia realizada na sede da Associação Bahiana de Imprensa. Neste mesmo período, o Sindicato também ganhou novos associados, estimulados pelos debates e ações do movimento pela revitalização do Sinjorba.

“É um movimento que reúne novos e antigos associados, ex-dirigentes do Sindicato e até jornalistas que ainda não se associaram, mas querem participar. Fizemos quatro reuniões, com o objetivo de avaliar a situação da entidade e encontrar caminhos para reerguê-la, a partir do diagnóstico chegamos à chapa de unidade “Sou Jornalista, Sou Sindicato”, além do compromisso de apoio presencial de quem não participa dela. Por último, o Movimento promoveu um debate sobre a Reforma da Previdência e os impactos nos jornalistas. Estamos otimistas!”, conta Marjorie Moura, 55, atual presidenta do Sinjorba.

“Vivemos uma quadra adversa para os trabalhadores, quando os direitos e mínimas garantias de trabalho decente e digno estão sendo suprimidos a toque de caixa. Inaugurou-se a era do trabalho precário e sem regulamento, com o salve-se quem puder sendo a palavra de ordem, opondo colegas no mesmo ambiente de trabalho. Nós, jornalistas, temos um papel fundamental neste momento. Primeiro, garantir a unidade da nossa categoria para defender nossas conquistas e direitos. Segundo, transmitir à sociedade o quão nocivas são as mudanças que estão sendo feitas nas legislações trabalhistas e previdenciárias. Um Sinjorba forte, na vanguarda dessa luta, é um imperativo da realidade”, opina Moacy Neves, 49, assessor do Sindsefaz e da Casseb, candidato a presidente do Sinjorba.

Veja também: Jornalistas se unem para debater reconstrução do Sinjorba em assembleia

Um bom exemplo de mobilização vem de Manaus (AM), onde mora atualmente o jornalista George Pestana, 51. George, que também é formado em Direito, atua como promotor na capital do Amazonas, mesmo assim fez questão de se regularizar. “A organização dos jornalistas é fundamental para valorização da profissão e reconstrução da dignidade da atividade. Sem essa compreensão e compromisso, seremos vítimas da autofagia que nos cerca, lacerando os direitos mais básicos de quem nutre a informação. Por isso, resolvi me regularizar e compor uma nova era no Sinjorba”, justifica.

Ex-dirigente do Sinjorba, Sintsef e editor do site “Bahia Todo Dia”, o jornalista Edson Miranda, 60, estava afastado do Sindicato, mas decidiu retornar e apoiar a revitalização. Miranda analisa que na atual quadra histórica, o Brasil e o mundo passam por mudanças significativas que, certamente, determinarão o rumo das nossas sociedades. “Já sentimos tais mudanças através do processo de superexploração dos trabalhadores. Os jornalistas, assim como os demais trabalhadores, têm como opção para tentar escapar desse violento caminho, o fortalecimento de suas organizações sindicais e a construção de um inequívoco sentimento de solidariedade para com todos aqueles que estão e estarão sob essas mesmas condições de iniquidade”, observa.

Entre os associados mais recentes há uma manifestação de vontade de participar diretamente dos rumos da entidade que representa a categoria. Carla Bahia, 37, editora de texto da TVE Bahia, é uma porta-voz dessa ala. “Como crer em uma profissão longe de sua ideia de pertença? A sindicalização é uma forma de acrescentar ao coletivo no fortalecimento da profissão, ou no não enfraquecimento, diante de tudo que estamos vivendo, como também é endossar o assenhoramento individual dentro de uma categoria. É ratificar: Eu sou jornalista!”, explica.

Anista ampla – Em assembleia na Associação Bahiana de Imprensa (ABI), dia 4 de maio deste ano, o Sinjorba ampliou a anistia para os associados em atraso, que podem regularizar a situação pagando os seis primeiros meses de 2019 e a regularizando a mensalidade a partir de julho. A mensalidade custa atualmente R$30,00 e a semestralidade R$ 180,00, quantia que deverá ser paga a vista. Os débitos de anos anteriores serão desconsiderados.

Os interessados podem procurar a sede da entidade, na Rua Chile, 22, Edifício Bráulio Xavier, sala 301, Centro (em frente ao Bradesco), ou entrar em contato com a secretaria através do telefone (71) 3321-1914, das 13 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, ou ainda enviar mensagem para o e-mail secretaria@sinjorba.org.br, para efetuar o pagamento mediante depósito ou transferência bancária para as contas do Sindicato, encaminhando ou levando pessoalmente o comprovante.

Os associados que regularizarem a situação poderão voltar a contar com serviços como descontos dos honorários em ações trabalhistas, acesso a planos de saúde disponíveis, documentos comprovando a atuação profissional para concursos, editais e seleções, entre outros.

Assim, para quem está adimplente e para quem regularizar a situação, o valor das carteiras da Fenaj e da Federação Internacional de Jornalistas (FIJ) passará, respectivamente, de R$ 400,00 para R$ 100,00, e de 55 Euros para 50 Euros, mais despesas postais. Mais informações no site www.sinjorba.org.br/.

Chapa de unidade – A chapa “Sou Jornalista, Sou Sindicato” unificou diversos segmentos da categoria, trabalhadores/trabalhadoras celetistas, MEIs, pequenos e médios empresários/empresárias, militantes políticos e não militantes, em Salvador e no interior do estado. Todos em torno da revitalização da entidade.

Composição da Chapa Executiva
Presidente: Moacy Neves (Assessor do Sindsefaz)
Vice-presidente: Fernanda Gama (Assessora do Sinpojud)
Secretário-Geral: Jeremias Santos (Assessor do Sindseps)
Secretário de Relações Institucionais e Jurídicas: Marjorie Moura (Repórter - A TARDE)
Secretário de Finanças: Ubiratan Passos (Repórter Cinematográfico - TV BAHIA)
2º Secretário de Finanças: Carmen Vasconcelos (Repórter – Correio)
Secretário do Interior: Marival Guedes (Freelancer)

Diretorias Setoriais
Diretoria de Formação Sindical e Defesa da Profissão: Eloi Correia (Repórter Fotográfico - SECOM-BA)
Diretoria de Comunicação, Cultura, Esporte e Lazer: Nestor Mendes (ALBA)
Diretoria de Saúde, Previdência e Assistência Social: Gabriela de Paula (Freelancer)
Diretoria de Relações de Gênero e Promoção da Igualdade Racial: Rita Conrado (Repórter - A TARDE)

Diretorias Regionais
Diretor Regional Sul: Daniel Thame (Itabuna)
Vice-Diretor Regional Sul: Valério Magalhães (Ilhéus)
Diretor Regional Extremo Sul: João Milton dos Santos (Eunápolis)
Vice-Diretor Regional Extremo Sul: Rubens Floriano Santos (Nova Viçosa)
Diretor Regional Norte: Suely Borges (Juazeiro)
Vice-Diretor Regional Norte: Ceres Marisa dos Santos (Juazeiro)
Diretor Regional Nordeste: Marly Caldas (Feira de Santana)
Vice-Diretor Regional Nordeste: Wilson Mário (Feira de Santana)
Diretor Regional Oeste: Miriam Hermes (Barreiras)
Vice-Diretor Regional Oeste: Ispedito de Oliveira (Barreiras)
Diretor Regional Sudoeste: Edna Nolasco (Vitória da Conquista)
Vice-Diretor Regional Sudoeste: Joana Rocha (Vitória da Conquista)
Diretor da Regional Sudeste: Tiago Henrique Batista (Jequié)
Vice-Diretor Regional Sudeste: Domingos Ailton (Jequié)
Diretor Regional Recôncavo: Alzira Costa (Cachoeira)
Vice-Diretor Regional Recôncavo: Manoel Macedo (Santo Amaro)

Delegado Junto à Fenaj: Ney Sá (Assessor do Sindmed)

Conselho Fiscal
1º Titular: Murilo Bereta (Assessor da Aduneb)
2º Titular: Regina Ferreira (SECOM-BA)
3º Titular: Lucimeire Freitas (Editora - A TARDE)
1º Suplente: Auriosvaldo Alves (Repórter Fotográfico - A TARDE)
2º Suplente: Claudio Bandeira (Professor de Comunicação)
3º Suplente: Arrison Marinho (Repórter Fotográfico - Correio)

Comissão de Ética
Kardé Mourão (Assessora do Sinposba)
Rubens Neuton (Aposentado)
Levi Vasconcelos (Colunista A TARDE)
Isabel Santos (Aposentada/Freelancer)
Ari Donato (Aposentado)
Mônica Bichara (Assessora da Câmara Municipal de Salvador)
Washington Souza (Professor – Facom UFBA)

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo