Notícias

O 1º Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo tem inscrições prorrogadas pelo TST

Reportagens sobre trabalho infantil e as formas de combatê-lo serão premiadas

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) prorrogou o prazo de inscrições para o‌ ‌1º‌ ‌Prêmio‌ ‌Justiça‌ ‌do‌ ‌Trabalho‌ ‌de‌ ‌Jornalismo‌. Reportagens que se encaixem no tema “Trabalho infantil: combate e perspectivas para o seu enfrentamento”, realizadas entre 1º de março de 2018 e 30 de setembro de 2019 podem ser inscritas até o dia 30 de setembro. Para realizar a inscrição, os jornalistas devem acessar o site oficial do prêmio e cadastrar as informações sobre as reportagens.

Segundo o TST, o 1º Prêmio Justiça do Trabalho de Jornalismo “tem por finalidade estimular e valorizar a produção de trabalhos jornalísticos que promovam a reflexão e a conscientização sobre o trabalho e suas relações, além de reconhecer a importância da imprensa na difusão de informações relevantes para a sociedade”.

Os eixos temáticos são: conscientização da sociedade sobre a existência do trabalho infantil; O impacto negativo para a sociedade e as consequências do trabalho na infância para o indivíduo; Medidas de enfrentamento ao trabalho infantil, por meio de políticas públicas, programas sociais, ações educativas, entre outras; Perspectivas de prevenção e erradicação do trabalho infantil e de proteção ao adolescente; Valorização da aprendizagem para a redução do trabalho informal na adolescência.

Para participar, os interessados terão que encaminhar cópia do documento de identidade (RG ou CNH com foto); Material jornalístico correspondente;  Cópia de documento, do autor da inscrição, de registro ou de inscrição profissional reconhecido pelo Ministério do Trabalho ou órgão equivalente; Ficha de inscrição preenchida e assinada pelo autor e coautor (es) se houver.

Os primeiros colocados de cada categoria receberão prêmio de R$ 10 mil, troféu e certificados. A cerimônia de premiação será realizada no dia 12 de novembro, na sede do TST, em Brasília.

Leia o edital completo aqui.

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo