Programa de Biaggio Talento traz depoimento do jornalista e escritor Carlos Navarro

Por / 0 Comentários / 3 julho, 2018

“Quando a lenda se torna realidade, publica-se a lenda”. A célebre frase dita pelo editor do “Shinbone Star” no filme “O Homem Que Matou o Facínora” (1961), de John Ford, inspirou o jornalista Biaggio Talento na criação de um canal no Youtube, o Publique-se a Lenda!. Lá, Talento e sua esposa Helenita Monte de Hollanda acabam de lançar um projeto especial sobre as “lendas” do jornalismo baiano. Coube a ninguém menos que o jornalista Carlos Navarro Filho a tarefa de ser a primeira personagem a contar sua história.

O programa foi dividido em duas partes: Na primeira, Navarro relembra seu início no jornalismo – como repórter do extinto Jornal da Bahia –, e narra sua trajetória como editor chefe com passagem por grandes redações. Ele também aborda as mudanças na rotina jornalística e as recentes transformações proporcionadas pela tecnologia. Entre fatos históricos e relatos engraçados, Navarro recorda o período de 30 anos em que comandou a sucursal do jornal O Estado de São Paulo na Bahia. Ele contribuiu para a ampliação da sucursal, além de ter ajudado o Grupo Estado a lançar os produtos do jornalismo online. “Jornalismo naquela época era, além de dar o fato, tinha que ter a chamada ‘cor local’. O jornalista era uma testemunha. Eu aprendi assim”, afirma.

Na segunda parte, o jornalista fala sobre seu mais novo livro, o romance “Boquira”, a ser lançado no dia 5 de julho, na cidade que dá nome à obra e está localizada no sudoeste da Bahia. O livro é sobre um episódio ocorrido no estado, anos 1950, quando um povoado foi desapropriado pelo governo estadual e cedido a uma mineradora multinacional. De acordo com Carlos Navarro, a história é contada “pela ótica dos trabalhadores rurais que perderam as terras e foram controlados a ferro e fogo pela empresa até o início dos anos 1990”.

Autor do livro “A Sucursal: 30 anos do Estadão na Bahia” (Bureau, 2004), Biaggio Talento explica a razão para começar a série com o depoimento de Navarro. “Foi meu grande chefe, meu orientador. Com ele, eu aprendi tudo. Ele me viu numa entrevista em 1986 e me propôs uma experiência de um mês, para ver se me aproveitava em uma vaga. Permaneci por 19 anos no Estadão”. Segundo ele, o vídeo é um projeto antigo. “Regularmente encontro os antigos colegas da época do jornal. Nos reunimos em um bar para relembrar fatos e sempre quis fazer vídeos com esse grupo de dinossauros. Minha esperança é que, depois de Navarro aceitar, os outros se animem a falar”, destacou ele, em referência aos demais membros da confraria formada por “jornalistas jurássicos” da Bahia, profissionais que escreveram seus nomes na história.

Registrando a História

O canal Publique-se a Lenda! surgiu da intenção de construir um espaço vinculado apenas ao jornalismo, uma vez que Biaggio Talento mantém desde 2016 o Canal Cultura Popular Brasileira, também no Youtube. A estreia do canal foi um vídeo com o fotógrafo Lúcio Távora, autor da famosa foto do ex-presidente Lula com o isopor na praia de Inema, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. “Ele havia sido demitido de A Tarde. Resolvi fazer um vídeo para homenageá-lo. Aí fizemos uma série com grandes fotógrafos chamada ‘Fotografando a História’”.

Confira a seguir o depoimento de Carlos Navarro:

Parte 1 – O Jornalista

Parte 2 – Boquira


comentários

Seu comentário

E-mail (não será publicado)