Notícias

Veículos resgatam boletins eletrônicos para aumentar rentabilidade

Boletins de e-mail não são algo novo, mas recentemente houve um ressurgimento em sua popularidade. O renovado interesse traz novas técnicas, como as abordagens experimentadas pelos sites Clover Letter e BuzzFeed. Uma inovação testada pelo jornal New York Times já apresenta números consistentes. De acordo com informações do Digiday, o jornal norte-americano já tem 13 milhões de assinantes de mais de 50 boletins de e-mail, o que significa que essa massa de leitores clica direto nos links que recebem, sem passar por um mediador, como Facebook e Google.

Quando os usuários recebem um e-mail, eles vão diretamente ao site do Times e aos próprios anunciantes do jornal. O relatório do Digiday elogia o modelo implementado. “Os assinantes do boletim de notícias são duas vezes mais propensos do que os leitores regulares do New York Times para se tornarem assinantes. E eles também leem duas vezes mais matérias por mês que o leitor do Times“. Isso também significa que as pessoas que se inscrevem nos boletins gratuitos têm um relacionamento mais íntimo com a publicação.

Além disso, cada vez mais jornalistas decidem fazer a curadoria da grande quantidade de informação na internet e criar um relacionamento com seus seguidores, fazendo o papel dos boletins expandir. Em contraste com a newsletter típica de algorítmica de mídia, muitos profissionais hoje optam por usar um tom pessoal ao escrever o seu boletim.

Em matéria publicada pelo IJNet, James Breiner, criador do Centro de Jornalismo Digital da Universidade de Guadalajara, explica que muitas organizações de notícias digitais não fazem o esforço para estabelecer um relacionamento com seus usuários. “É essa relação com seus usuários leais que permitem que uma organização de mídia desenvolva várias fontes de receita. É também uma chave para alcançar a sustentabilidade”.

Esse relacionamento íntimo também permite que a publicação desenvolva mais fluxos de receita. E o e-mail também é uma ótima maneira de interagir com os usuários e criar uma verdadeira comunicação bidirecional.

Então, aqui estão algumas recomendações para empreendedores de notícias digitais:

  1. Desenvolva um banco de dados de seus usuários. Faça valer a pena que eles se registrem no seu site e forneçam seu e-mail.
  2. Compartilhe links em e-mails para alguns dos seus melhores conteúdos e dirija-os a subgrupos de usuários com base em seus interesses, seja esportes, notícias do mundo, notícias locais, negócios, entretenimento, etc.
  3. Envie os e-mails à hora do dia em que a notícia é mais útil para um grupo de usuários. Por exemplo, notícias de entretenimento na sexta-feira, resultados de mercado financeiro no final do dia.
  4. Acompanhe e avalie a resposta para conhecer melhor os seus usuários.

Leia também:

*Informações do Portal IMPRENSA e do IJnet.

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *