Sem categoria

WhatsApp restringe limite mundial de reenvio de mensagens a cinco destinatários

Nos últimos anos, cresceram preocupações globais em torno da disseminação de notícias falsas, fotos manipuladas, vídeos fora de contexto e boatos transmitidos por mensagens de áudio, principalmente por meio dos aplicativos de comunicação instantânea. Como parte das iniciativas do WhatsApp para combater a disseminação de desinformação, a empresa vai limitar a cinco vezes a quantidade máxima de reenvio de cada mensagem por seus usuários.

A regra passa a valer para todo o mundo, de acordo com anúncio feito pela vice-presidente de comunicações do serviço de mensagens, Victoria Grand, durante evento realizado nesta segunda (21), na Indonésia. “Estamos impondo um limite de cinco mensagens em todo o mundo a partir de hoje”, disse. Os usuários de dispositivos Android receberão a atualização primeiro. Depois o novo limite também será disponibilizado para aparelhos Apple.

Leia também:

Desde julho a medida era aplicada na Índia, quando uma onda de boatos espalhada pela rede levou a uma série de mortes e tentativas de linchamento. Para o restante do mundo, a empresa havia adotado nesse período o limite de 20 reenvios para usuários ou grupos, independentemente do número de pessoas que existam em cada um. O limite de pessoas em um grupo do WhatsApp é 256. Com a nova medida do aplicativo, ainda é possível encaminhar uma mensagem para 5 grupos, por exemplo.

No Brasil…

A reivindicação de limitação de reenvios ganhou fôlego durante o período eleitoral. O aplicativo foi apontado como um dos principais vetores de informações corrompidas durante a campanha, com alta circulação de imagens adulteradas e conteúdos falsos.

Leia também: Pesquisadores criam métodos para estudar os usos do WhatsApp nas eleições 2018

Para o WhatsApp, a mudança permitirá que o serviço de troca de mensagens mantenha seu foco original em proporcionar contato rápido com contatos próximos. “Continuaremos ouvindo o feedback do nosso usuário sobre sua experiência e procurando novas maneiras de abordar conteúdos virais”, destacou a empesa.

Na última semana, o WhatsApp tirou do Facebook a condição de aplicativo mais utilizado no mundo em celulares. Relatório divulgado pela App Annie registrou que o serviço de troca de mensagens instantâneas teve mais usuários ativos por mês do que a rede social a partir de setembro do ano passado. A empresa, contudo, não revelou os números exatos.

*Com informações da agência Reuters e do Portal IMPRENSA


Artigo anteriorPróximo artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *