Geral

Facom aborda acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia

Apesar de 24% da população brasileira, cerca de 46 milhões de pessoas, ter algum tipo de deficiência, segundo o último censo do IBGE, a acessibilidade e a inclusão ainda representam grandes desafios para produtores de informação no país. Para piorar essa situação, a pandemia da Covid-19 trouxe diversas mudanças que impactaram a vida de surdos, cegos, deficientes físicos ou pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista. Mas será que os meios jornalísticos estão atentos às demandas deste público?

Para tratar desta temática, na sexta-feira, 24/07, às 18h, a Faculdade de Comunicação da UFBA vai realizar a roda de conversa “Acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia: onde estamos errando?”. A atividade é resultado de parceria entre o projeto Em Casa com a FACOM e o GJOL Cast. Conversas Digitais, que está em sua quarta edição. Interessados poderão acompanhar a transmissão da atividade pela página no Facebook da FACOM, com tradução para Libras. Participam da atividade Claudia Werneck (ativista em Direitos Humanos), Ednilson Sacramento (jornalista e pesquisador de acessibilidade cultural), Letícia Damasceno (especialista em Educação Especial) e Luciellen Lima (jornalista doutoranda do PósCom (UFBA).

Primeiro jornalista cego formado pela Facom, Ednilson sacramento é uma importante voz por uma comunicação mais inclusiva e mais diversa. Ele identifica pelo menos dois desertos no ensino e na prática do Jornalismo no que diz respeito à pessoa com deficiência. O primeiro é a ausência desses conteúdos nos cursos de Comunicação e depois a ausência nas redações. “Pela própria urgência da notícia, os profissionais da imprensa não se deparam com uma formação, uma atualização, e terminam repetindo termos em desuso ou até mesmo utilizando uma linguagem que minorizam a cidadania da pessoa com deficiência”, observa Sacramento.

“Da mesma maneira que os órgãos de imprensa tratam das questões raciais ou da comunidade LGBTQI+, considero importante e necessária a atenção adequada à pessoa com deficiência. Desde os cursos de graduação, as instituições formadoras devem inserir em sua grade conteúdos referentes à acessibilidade, principalmente a chamada acessibilidade atitudinal, que trata de como lidar com as pessoas com deficiência”, destaca o jornalista. Em junho do ano passado, ele ministrou a “Oficina Pauta Eficiente: como abordar a deficiência na imprensa”, na sede da  Associação Bahiana de Imprensa (ABI).

O projeto “Em Casa com a FACOM” é uma atividade que recebe a contribuição dos servidores técnico-administrativos da instituição. Desde abril, a ação desenvolvida e coordenada pelo Núcleo de Comunicação e Extensão tem mobilizado a comunidade universitária na produção de conteúdos informativos, reflexões e análises de temas atuais.

Convidados

Claudia Werneck: Idealizadora da Escola de Gente, Claudia é ativista em direitos humanos. Pioneira pioneira na disseminação do conceito de sociedade inclusiva e acessibilidade da Organização das Nações Unidas na América Latina. Elaborou o Manual sobre Desenvolvimento Inclusivo para a Mídia e Profissionais de Comunicação.

Ednilson Sacramento: Graduado em Jornalismo (2017) pela UFBA e licenciado em História (2010) pela Universidade FTC. Estuda e pesquisa acessibilidade cultural, direitos humanos, mídia e diversidade. É autor do audiolivro “Rock Baiano – História de uma Cultura Subterrânea”.

Letícia Damasceno: É mestre em Língua e Cultura pela UFBA, especialista em Educação Especial com Ênfase em Educação de Surdos pela UNEB (2008). Graduada em Libras e em Letras Vernáculas. Trabalha com educação especial.

Luciellen Lima (mediadora): Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas PósCom/ UFBA, Mestre em Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba e Jornalista formada pela Universidade Estadual da Paraíba.

SERVIÇO
Roda de conversa "Acessibilidade, inclusão e informação jornalística durante a pandemia: onde estamos errando?"
Sexta-feira, 24/07/2020, às 18h
Transmissão: Zoom (https://facom.social/roda13)

comentários

Artigo anteriorPróximo artigo